quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Diário de Bordo ... livro dos sonhos

... outro dia vi uma postagem no instagram da minha amiga Rosane de um projeto que ela e sua filha estavam fazendo ... era um livro de sonhos onde a filha desenhava os sonhos que havia tido (suas viagens oníricas) ... achei bacana a idéia delas ainda mais por ser sonhos de uma criança.
Coloquei um comentário dizendo achar  super legal a idéia e que iria fazer um também ... eu iria desenhar minhas viagens oníricas ...

...

Pensando bem talvez não ... tem certos tipos de sonhos que não gostaria de desenhá-los ... 
Sonhos recorrentes ...
... aqueles em que sempre tem algo atrás da porta e que chamo pelo meu pai apavorada ...
... sonhos em que vago por lugares com pouca luz ...
... sonhos em que estou de carona em um veículo que sai da estrada e cai em um precipício ( aliás foi este meu último sonho )

Ou então eu poderia desenhá-los mas criaria um final razoável ...
... meu pai aparecendo e mostrando que não há nada tão apavorante assim atrás da porta ... teria somente algo desconhecido ...
... e eu poderia carregar uma lanterna quando saísse pela penumbra ... 
... e melhor seria guiar meu próprio carro e não pegar carona ... ou pular fora do veículo antes de sair da estrada/trilha/caminho ...

Enfim ... ou poderia somente desenhar os sonhos "bonitinhos" ... mas o que se aprende somente com sonhos bons ??? 

...

Então ... de qualquer forma com sonhos bons ou ruins é assim que o Universo se comunica comigo e eu não posso reclamar ... se tem algo que é constante na minha vida é o Universo se comunicando o tempo todo comigo através dos sonhos ...
... e quando tá complicado entender o Tarô "tenta" me ajudar ... mas nem sempre é fácil capitar a mensagem e sigo meio que "Rolando Lero" capitando as mensagens às avessas ... rsrsrsrs ...
... isso quando eu não compro briga com o Universo recusando a aceitar a mensagem que se faz clara e perfeitamente entendível ... kkkk ... muito louca eu ...

Enfim ...

Aí ... eu "tava" de carona caí no precipício e ao cair comecei rezar ... me assegurei de que estava com os cintos de segurança fechei o vidro do carro e esperei ... a minha vontade era de socar o motorista mas me contive e pousamos suavemente no chão ... mentira houve um pouco de turbulência capotamos e saímos ilesos ... 
No melhor estilo ... ore/confie/espere ... e se salve ...

Aí vem o Tarô com a carta da semana ... A Roda ... dizendo mais ou menos assim ...
... "a sensação de estar vivendo um ciclo vicioso" ... por isso os meus sonhos recorrentes ... "onde você roda roda e quando está quase atingindo o seu objetivo parece que tudo volta para trás" ... ou seja sair da estrada e cair no precipício de novo ...

Resumo da ópera ...
" Tem uma hora que você vai ter que enfrentar esse limite. "
" Obstáculos que tem que superar para realizar aquilo que idealiza. "

ou

... simplesmente o Universo está tentando dizer ... NÃO DÊ A DIREÇÃO PARA ESSE MOTORISTA ... kkkkkkk



sexta-feira, 10 de novembro de 2017

... e quando tudo parece estar tranquilo
sem nenhum sussurro atrás da porta
sem vento forte suficiente a ponto de escancarrar janelas
sem dilúvios transbordando a alma

... e quando tudo está tranquilo
entretida com o som da enxada rasgando a terra
distraída com a algazarra dos passarinhos
e o latido dos cães

... e quando tudo está tranquilo
a chuva molhando a terra
a esperança de fartura
a certeza da primavera florindo meu jardim no próximo ano

... e quando tudo parece estar tranquilo

parece

...

ainda há sons atrás da porta
ainda há ventos que escancaram janelas que foram trancadas
ainda há dilúvios que transbordam sentimentos que resistem

e estar entretida com o labor da enxada 
e o som dos passarinhos e cães não são suficientes
para abafar o grito da saudade

e mesmo a chuva que me molha
e a esperança sempre presente
e a certeza de que o meu jardim continuará  florido de alguma forma
...
não são suficientes para preencher o espaço que a saudade ocupou



e ela grita ...
reconheço o tom de sua voz
reconheço a cor de seus olhos
e é tudo o que sei dela

ela não chama pelo meu nome
mas eu sei que ela me pertence





quarta-feira, 1 de novembro de 2017

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Beltane

Tarot of Sexual Magic - Rozamira Tarot - Веб-альбомы Picasa 



  ... " O visível e o invisível, o palpável e o impalpável, todos os sentidos e sentido nenhum se encontram na voz e no sexo, no que apazigua e no que arde, no que se eleva e ultrapassa o corpo, fênix arquetípica, forma de arte ao poder da transmutação. " ...

- Amanda Costa - 


...


 

 ... nunca imaginei encontrar uma representação dessa em um 10 de Paus ... sincronicidades em uma semana de Beltane ...

... somos todos um ...

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Diário de Bordo ... transição planetária ...

... foi o tema da palestra espírita de ontem ... marido perguntou se eu queria ir, pois seria um palestrante renomado vindo de fora ... não, eu não quis ir, aliás a muito não vou a nenhuma instituição religiosa, meu templo tem sido ampliado dia após dia.

Enfim ... que o planeta está em transição eu sei, posso sentir mais do que nunca, é visível e a maioria das pessoas não vê, não sente, não entende ... a maioria não está nem aí, para o que seria essa transição, isso não faz parte de suas prioridades. 

E nessa transição tão sofrida onde vaidade gera corrupção ... orgulho gera preconceito ... fanatismo gera intolerância ... escolhidos geram guerra ... 
... e a maioria não está nem aí, pois a prioridade é continuar alimentando a vaidade, o orgulho, o fanatismo ... a guerra ...  

A maioria não vê aquilo que é essencial ... e a cegueira faz dessa transição uma longa espera ... espera-se que tudo melhore ... talvez, algum dia, algum dia que talvez eu nem esteja mais aqui ... mas, vou continuar esperando ...

Fé em meio a tanta dor ... utopia
Esperança em meio a tantas guerras ... utopia

Gentileza em meio a tanta falta de respeito ... utopia
Sorrir em meio a tanta indiferença ... utopia

...

Em que mundo estamos colocando nossos filhos ???
... em um mundo sofrido ... em um mundo em transição ...

Evoluir 

... para onde nossos filhos estão indo ???
... para um mundo melhor ??? ... seria utopia ???

" Nos territórios que os homens denominaram países, almas separadas, a ignorância e a cegueira sacrificam a essência no altar do poder. Paz é escolha "

- Amanda Costa -

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Diário de Bordo ... pertencimento

" Se você tentou se adaptar a qualquer tipo de forma e não conseguiu, talvez você tenha muita sorte. É verdade que você pode ser um exilado de alguma espécie, mas sua alma está abrigada. Ocorre um estranho fenômeno quando a pessoa tenta se adequar e não consegue. Muito embora a criatura diferente seja rejeitada, ela ao mesmo tempo é empurrada para os braços dos seus verdadeiros companheiros psíquicos, quer se trate de uma linha de estudo, de uma forma de arte, quer um grupo de pessoas. É pior ficar ali onde não nos sentimos bem do que vaguear perdida por um período em busca da afinidade psíquica e profunda de que precisamos. Nunca é errado ir à busca do que necessitamos. Nunca mesmo. "

- Clarissa Pinkola Estés -

... semana passada voltando do sítio sujos e cansados, eu queimada de sol ( um sol inclemente potencializado pela seca pela qual passamos, a chuva está fugindo da nossa região ) ... mesmo assim pedi ao marido para parar  em um vizinho para comprarmos manteiga ... assim que saí do carro a dona da casa veio ao meu encontro e ao me observar foi logo dizendo:
- Agora você está que nem "nóis" !!!

Fiquei feliz com essa observação, apesar de não me sentir tão diferente assim deles ... posso me vestir de um jeito diferente, posso não saber tanto sobre o cultivo da terra, posso não ter tanta intimidade com uma enxada, massssss, lá no fundo na essência/no cerne está a mesma raiz que nos torna iguais ... 

Quantas vezes me cobrei tanto por não levar adiante certos projetos que em um primeiro instante eu mergulhei de cabeça ... foi assim com o meu ateliê, que apesar de adorar estar entretida com minhas linhas/tintas/tecidos, chegou um momento em que o entusiasmo se desfez quando o movimento começou a ficar muito comercial e pouco essencial ... 
... foi assim quando mergulhei em um mundo que me fez escrever e revelar sentimentos que eu não conseguia conter dentro de mim, até que percebi que aquele mundo poderia me julgar mais do que o meu próprio auto-julgamento ... não eu não preciso de tanta poda assim (rsrs), então decidi que não havia mais nada a ser buscado e mais nada a ser respondido, estávamos todos em seus devidos lugares, seus devidos mundos ... 

Agora estou aqui de enxada em punho a ponto de ter os dedos das mãos dormentes, como se o tendão não conseguisse mais voltar para o lugar ... agora estou aqui com o sol queimando a pele, a ponto de ter o corpo demarcado com dizem lá na roça ... agora estou aqui com uma prece aos guias de luz para que perdoem a ganância e a cegueira do homem, que ao retalhar a terra põe em risco a própria existência ( sobre o incêndio no Cerrado ) ... agora estou aqui sofrendo com a estiagem que castiga a minha terra ...

... agora estou aqui, mas o espírito querendo estar lá ... lá onde eu pertenço agora !!!