terça-feira, 6 de setembro de 2011

... metade ...

...

Que a força do medo que eu tenho,
não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo o que acredito
não me tape os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu grito,
mas a outra metade é silêncio…
...
E que a minha loucura seja perdoada.
Porque metade de mim é amor,
e a outra metade…
também...

( - Oswaldo Montenegro - )
...