segunda-feira, 19 de setembro de 2011

... nossas escolhas ...

...
... minha amiga Regina, mandou esse texto para mim por e-mail ... estamos sempre sintonizadas na mesma frequência ... apesar da distância e dos afazeres do dia-a-dia ...
...
"Turbulentas mudanças emocionais podem ter lugar em qualquer momento entre 35 e os 70 anos quando questionamos as escolhas feitas, percebemos nossas limitações e nos sentimos presos - a comumente conhecida - crise da meia idade. O psicanalista junguiano James Hollis acredita que só na segunda metade da vida podemos verdadeiramente chegar a saber quem somos e portanto criar uma vida que tenha significado."
...
"O medo é um desafio e uma tarefa, porque só a coragem pode nos livrar do medo. E se o risco não é assumido, o significado da vida de alguma forma é violado."
Mesmo quando rodeados por muitos, sua jornada é solitária, porque a vida que você está para escolher é sua, não de outra pessoa. Sozinhos, apesar de tudo, nos movemos numa comunidade de outras solitudes; sozinhos, nosso mundo é povoado de muitas companhias, dentro e fora. Portanto, esse paradoxo se coloca diante de cada um, e desafia:
"Nós precisamos ser sozinhos se vamos descobrir o que é que
  nos apoia quando não podemos mais apoiar-nos. Somente essa experiência
  pode nos dar uma fundação indestrutível. "
Descobrir o que o apoia de dentro o ligará à transcedência, reestruturará as perspectivas recebidas de sua história e oferecerá a pauta de crescimento, propósito e significado que todos tencionamos carregar dentro no mundo e partilhar com os outros. A alma pede a cada um que viva uma vida maior. A cada dia essa intimação é renovada e deixa você inacreditavelmente escolher, sua vida com suas imensidades apavorantes, de forma que, agora limitada, agora sem limites, ela transforme-se em você ora em pedra ora em estrela."
( - Trechos do livro "Encontrando Significado na Segunda Metade da Vida"   -   James Hollis )


...



... não sufoque ... não sufoque !!!
... " eu não vendo liberdade " ...
... acho que essa é uma afirmação que tenho que fazer todos os dias ... até que consiga assimilar por completo na minha vida ...



...