sábado, 24 de setembro de 2011

... Meditação ...

...

... " Quem acreditou
No amor
No sorriso
Na flor
Então sonhou
Sonhou
E perdeu a paz
O amor
O sorriso
E a flor
Se transformam
Depressa demais


Quem no coração
Abrigou
A tristeza de ver
Tudo isto
Se perder
E na solidão
Procurou
Um caminho
E seguiu
Já descrente
De um dia feliz


Quem chorou
Chorou
E tanto
Que seu pranto
Já secou
Quem
Depois voltou
Ao amor
Ao sorriso
E a flor
Então
Tudo encontrou


Pois a própria dor
Revelou
O caminho do amor
E a tristeza acabou " ...

( - Roberto Carlos - )

...


... queria estar na cidade do rei ...

...

...

... " Sua vida mudou meus planos
Aprendi a Viver
De um cheiro nasceu esse encanto
Ainda vejo você
Criatura de Deus, ser humano
Não merece sofrer
Um dilema nunca vi desses
Um problema pra se resolver
Coração da pele morena
Vale a pena a gente se entender
Quero derrubar de beijos esse muro
Vem, o amor chegou de vez
Pensando em você eu choro, eu choro
Faz o que você não fez
Me embala agora no seu colo, seu colo " ...

( - Davi Moraes - )

... Oi ...

...
... queria estar ...
... " na beira da estrada pra ver o sol nascer ... e continuar ... "
...

... pecado ...

...

... " talvez Maria Madalena possa oferecer um caminho humano - não um humano dessacralizado - mas um humano que se possa reconectar, através de um caminho trilhado por seus próprios pés sobre a Terra, com o divino.
... talvez tendo " pecado ", tendo sido aquela de quem se diz que se perdeu, ela nos aproxime da possibilidade de nos acharmos, mesmo quando estamos perdidos.
... talvez desejando ardentemente, porque ela foi uma mulher que antes de qualquer coisa desejava, desejava tudo : " desejava o homem e a Deus ", reivindicava tudo, queria ser plenamente humana e queria experimentar a transcedência, Madalena nos sirva de guia para resgatar esta inteireza. " ...

 ( trecho do livro ... o feminino na luz e na sombra ... Anna Patrícia)

...

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

... Flores Em Você ...

...

... " De todo o meu passado
Boas e más recordações
Quero viver meu presente
E lembrar tudo depois...

Nessa vida passageira
Eu sou eu, você é você
Isso é o que mais me agrada
Isso é o que me faz dizer...
...
Que vejo flores em você! "...

( - Ira - )



...


... Primavera ...


...

... " Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera "...


 ( - Cecília Meireles - )

...

...


...
... " Do you see a blue sky now
You could have a better ride now
Open your eyes

'Cause no one here can ever stop us
They can try but we won't let them
No way-ay-ay-ay-yeah-ah ...
... 
We just fly (fly away) ...
( - Aerosmith - )

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

... La forza della vita ... Che ti trascinerà con se, che sussurra intenerita: "guarda ancora quanta vita c'è!" ...

...

...

... " Eu peço ao girassol
para desabrochar com o amor
e na manhã de sol
poder regar a minha flor
No lindo azul do teu olhar
eu vejo refletir o mar
eu posso até me afogar
tentando te reconquistar " ...
( - Tomate - )

...

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

... eu quero a chave ... a chave da porta da frente ...

...



...

.." Aunque ya sé que no me convienes,
La oscuridad se ha colado en mí,
Te adoraré cada instante, siempre
Mientras logre yo sobrevivir.

No sé por qué tengo que decirte,
Mi corazón es un girasol,
En cambio tú eres un eclipse,
Se apagó la luz, enciende el sol!

Porque eres tú quien me desconcierta, tú
Que sin palabras eleva mi alma,
Quien me emociona, quien me hará subir
Hasta el cielo azul " ...
( - Laura Pausini - )

...

... mulher de todos os desejos ...

...

... " No início, apenas uma mulher, vasta e desorientada, possuída por uma legião de paixões. Mulher de todos os desejos, sem a nenhum se devotar. Em seus seios, todos os sonhos e nenhuma senha, todas as buscas e nenhuma meta. Assim, pecadora por não se saber e por não ser, os seus dias perdidos se dispersavam nos abismos do não sentido.
      Foi quando os seus olhos se cruzaram com o olhar de um homem inteiro e verdadeiro. Transparente olhar, que exalava melodia de silêncios, louvores a terra e ao céu, tremores de infinito e de eternidade. Homem louco de um amor devastador, embriagado de inocência e de mistério. Neste instante numinoso, de maravilha e de terror, ela se converteu ao eixo de seu desejo essencial, até então desconhecido. Totalmente apaixonada, despossuída dos demônios da distração, dos apegos, desorientação pelo passado e pelo futuro, deixou-se guiar pelas palavras estranhas deste homem, que caminhava na areia do mundo sem deixar pegada alguma "...

( Trecho do prefácio de Roberto Crema no livro ... - Maria Madalena-O Feminino Na Luz e Na Sombra - ... de Anna Patrícia Chagas Bogado )


...


... ainda não acabei de ler ...

terça-feira, 20 de setembro de 2011

... não importa ...

...
... onde você está ...
... com quem você está ...
...
... o que realmente importa ... é não deixar de acreditar !!!


...




... " tudo que Ele disse sobre mim ... vai se cumprir
      pois tenho a marca da vitória " ...


...

...

...


... " Meu catavento tem dentro o que há do lado de fora do teu girassol
Entre o escancaro e o contido, eu te pedi sustenido e você riu bemol
Você só pensa no espaço, eu exigi duração
Eu sou um gato de subúrbio, você é litorânea " ...

( - Leila Pinheiro - )

...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

...


...

... " A sombra da lua cheia é poema e cor no meu chão
A mão que me despenteia me leva na escuridão
O paraíso desperta de repente num canto qualquer
No peito dos amigos, no olhar de uma mulher
A força dos amigos é importante quanto o sol
O olhar de quem se ama é doce feito o girassol
O recomeço é como o dia que a noite faz morrer
e renasce em cada amanhecer

O olhar de quem se ama é doce feito girassol
Sol girassol " ...
( - Zé Geraldo - )

... ainda estamos juntos aqui ...

... nossas escolhas ...

...
... minha amiga Regina, mandou esse texto para mim por e-mail ... estamos sempre sintonizadas na mesma frequência ... apesar da distância e dos afazeres do dia-a-dia ...
...
"Turbulentas mudanças emocionais podem ter lugar em qualquer momento entre 35 e os 70 anos quando questionamos as escolhas feitas, percebemos nossas limitações e nos sentimos presos - a comumente conhecida - crise da meia idade. O psicanalista junguiano James Hollis acredita que só na segunda metade da vida podemos verdadeiramente chegar a saber quem somos e portanto criar uma vida que tenha significado."
...
"O medo é um desafio e uma tarefa, porque só a coragem pode nos livrar do medo. E se o risco não é assumido, o significado da vida de alguma forma é violado."
Mesmo quando rodeados por muitos, sua jornada é solitária, porque a vida que você está para escolher é sua, não de outra pessoa. Sozinhos, apesar de tudo, nos movemos numa comunidade de outras solitudes; sozinhos, nosso mundo é povoado de muitas companhias, dentro e fora. Portanto, esse paradoxo se coloca diante de cada um, e desafia:
"Nós precisamos ser sozinhos se vamos descobrir o que é que
  nos apoia quando não podemos mais apoiar-nos. Somente essa experiência
  pode nos dar uma fundação indestrutível. "
Descobrir o que o apoia de dentro o ligará à transcedência, reestruturará as perspectivas recebidas de sua história e oferecerá a pauta de crescimento, propósito e significado que todos tencionamos carregar dentro no mundo e partilhar com os outros. A alma pede a cada um que viva uma vida maior. A cada dia essa intimação é renovada e deixa você inacreditavelmente escolher, sua vida com suas imensidades apavorantes, de forma que, agora limitada, agora sem limites, ela transforme-se em você ora em pedra ora em estrela."
( - Trechos do livro "Encontrando Significado na Segunda Metade da Vida"   -   James Hollis )


...



... não sufoque ... não sufoque !!!
... " eu não vendo liberdade " ...
... acho que essa é uma afirmação que tenho que fazer todos os dias ... até que consiga assimilar por completo na minha vida ...



...



domingo, 18 de setembro de 2011

...

... " Você é muito mais do que a tempestade " ...
...

...

...


... "  Um acorde ouvi enquanto abria o portão
Campos corri em busca de uma flor
Como um anjo que habita o jardim
Eu sorri, pois senti um amor sem igual
E com essa canção composta em meu coração
Quero te transmitir toda verdade
Do que sinto por você
Alma veja, perceba sinta-se imortal
Imortal em ti " ...

( - Rosa de Saron - )

- Maria Madalena -

Uma mulher ama,
tão loucamente ama,
que pulsa pelos desejos do mundo,
terra fértil nos ciclos naturais,
desejo de fecundar,
céus de mistério, memórias e símbolos:
desejo de desvendar.

Uma mulher bebe da água profunda,
que não se turva, que no amor se vivifica,
amor dos pés em marcha:
nobre guerreira, doce feiticeira,
gestos suaves, virgem Madalena.

Madalena da beira do rio,
que não pode ser contida,
água das nascentes, de todas as fontes,
intensidade que se derrama em frutos,
filhos, amores.

Amor de Madalena,
Madalena que tudo quer,
Madalena mulher,
penetra o desconhecido
ousa lançar-se no abismo,
e nas entranhas de sua humanidade.

Madalena das catedrais,
dos templos de portas abertas,
dos ventos das primaveras,
que se mudam sempre.
Madalena redentora.
...
- Anna Patrícia -


sábado, 17 de setembro de 2011

...


...


... " Queria saber voar
Pra lá do alto poder ver você
Te ver sorrir te ver sonhar
Coisas lindas quero te dizer " ...

( - Chimarruts - )

...

... diário de bordo ...

...
... dia 15 ... 12:00h. ... 34 adolescestes chegando aqui em casa ... e mais alguns agregados ... rsrsrs ... o salão de festas, do prédio onde moro, ficou pequeno para tanta gente ( mas, ele é pequeno mesmo ... kkk ) ...
... gosto do movimento com adolescentes ... eles são divertidos ... mas, eles ficam  constrangidos com adultos por perto ... então só aparecia por lá para servir alguma coisa ... tentei deixá-los o mais a vontade possível ...
... almoço ( como comem !!!! ... misericórdia !!! ) ... parabéns ... bolo e sorvete ...
... 15:00h. saíram em bando ... todos ainda tinham que terminar os trabalhos para a feira de espanhol ...

...

... dia 16 ... ainda estava anestesiada com o movimento do dia anterior ...  mas, faltava terminar as saias das meninas e ajudar a preparar um prato típico espanhol para os jurados degustarem ...
... as meninas ansiosas demais ... estressadas demais ...
... tentava mostrar a elas que era para se divertir ... senão não valeria a pena ... mas, não adiantava ...
... Laura chora ... Laila ( amiga ) chora ... !!!!! ... aiai ... eu falei que era para se divertir, não falei !!!
... enfim, ficaram lindas !!!! ... a comida ficou uma delícia ... mas, não ficaram em primeiro lugar ... estão inconformadas, até agora ... mas, é assim mesmo ... era para se divertir, eu falei !!!! ... rsrsrsrs ...
...
... eu me diverti ... rsrsrs ... mas, estou um " bagaço " ... !!!!!!!!!!!!
...

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

...

                                     
                                      


...

... " Você é meu sol
Um metro e sessenta e cinco de sol
E quase o ano inteiro
Os dias foram noites
Noites para mim ...

Como eu sou um girassol
Você é meu sol " ...


( - Ira ! - )

...

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

... Laura ...

...


... 13 anos atrás a essa hora a Laura já havia nascido ...
... ela nasceu às 7:00 ... com 53cm ... e 3550k ... de "cesária" ...
... muito brava, porque meu leite não descia ( como dizem os antigos ) ...
... beber leite no copinho para um recém nascido, realmente não deve ser muito bom ... rsrsrsrs ... enfim, depois meu leite desceu " e vivemos felizes para sempre " ...rsrsrsrs ...
...
... esse é meu " tesourinho " ... virginiana, como eu !!!! ... mas, a gente se entende ... na medida do possível ... rsrsrsrs ...
...

... Que Deus te abençoe, " Florzinha Buscapé " !!!!!!!!!!!! ...


...

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

...

...

... " Quando o sol bater
Na janela do teu quarto,
Lembra e vê
Que o caminho é um só " ...
( - Legião Urbana - )



...


 ... " mas sei que sou muito melhor contigo "...

...

terça-feira, 13 de setembro de 2011

... correria ...

...

... essa semana vai ser " pauleira " ... rsrsrs ...
... aniversário da Laura na quinta-feira ... e ela resolveu chamar a turma da escola para almoçar aqui depois da aula ...
... - Ah ! ... só 30 colegas, mãe !!!!
... - Só ... ???? ... ahhh ... 30 adolescentes esfomeados ... não é nada
... ( rsrsrs ) ... !!!!!
...
... enfim, já encomendei o bolo ... pois não vou ter tempo de fazer, como nos anos passados ... docinho também não ... então vou servir sorvete ( mais prático ) ... e o almoço strogonoffe ( chic ela, não é mesmo!!! ) ... a batata- palha também encomendei ... pois não vou dar conta de fazer ...
... tá fácil ... ?!?!?! ...
...
... seria tudo muito fácil se eu não tivesse que fazer 5 saias bordadas para a feira de espanhol da escola ... na sexta-feira ... ( aliás, como a Espanha está na moda ... rsrsrs ... ) ... !!!!
... e minha mãe não está aqui para me ajudar ... socorrooooooooooo... !!!!! ...
...
... vou respirar fundo ... !!!!!!!!! ... afinal não é nenhum " bicho de sete cabeças " ... !!!!
... e eu não sei o que estou fazendo aqui ainda !!!!  ... com tanta coisa para resolver ... kkkk .... !!!!
... tô indo ao mercado fazer compras ... Fui !!!!!!
...
... meu anjo ... desculpa aê ... se não prestar muita atenção aos seus sinais essa semana ...  !!!!


...

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

...

...

... " Sorrir e chorar e ter alguém pra compartilhar
Sempre..
Viver para alguém que me ama e dividir
Sempre..
Felicidade e amor...
...
Então Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar " ...
( - Charlie Brown Jr. - )

...

... O Mundo ... viver seu propósito na vida ...

...

... Esforços foram bem sucedidos, todas as tarefas foram realizadas ...
... Se refere aquele dia no passado quando tudo foi declarado de bom, quando as estrelas da manhã cantaram juntas, e todos os filhos de Deus gritaram de alegria...
... A perfeição e o fim do Cosmo, o segredo que reside lá dentro, o êxtase do universo quando ele se estende em Deus ...

domingo, 11 de setembro de 2011

...

...

... " Mudaram as estações, nada mudou
Mas eu sei que alguma coisa aconteceu
Tá tudo assim tão diferente
...
Mesmo com tantos motivos
Pra deixar tudo como está
Nem desistir, nem tentar agora tanto faz
Estamos indo de volta pra casa " ...
( - Cassia Eller - )


...


sábado, 10 de setembro de 2011

...



...

... " Veja além do que se vê
(Arranque fora o que não é você
Antes que o tempo passe a lhe entristecer) " ...

( - Rosa de Saron - )

- Ferreira Gullar -

...

... outro dia recebi um e-mail da minha amiga Camila dizendo que o texto que eu havia colocado no blog de autoria de Ferreira Gullar ... tinha a mesma idéia ... mas na verdade era a música que o Oswaldo Montenegro canta ... então já corrigi o post antigo e agora segue o verdadeiro texto de Gullar ...  : )


...


... Traduzir-se ...

... " Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir-se uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte -
será arte? " ...

...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

... Voar, Voar ...

...

... " Já faz tempo que levantei vôo
Muita coisa que eu queria já ficou pra trás
As respostas do passado
o meu peito calejado não aceita mais
O que vem da plenitude dos seus poucos anos
tem o cheiro dos canteiros da paixão
É a força que alimenta e equilibra
A minha geração ...
...
... Voar voar voar
descobrir o que há por trás do muro
O presente já é quase passado
Voar pra buscar futuro " ...

( - Zé Geraldo - )


...

...

...
... " No verdeiro amor, é a alma que envolve o corpo. " ...
( - Nietzsche - )

...


...  " Todas as trilhas caminham pra gente se achar " ... !!!!
...
...  a gente sempre se encontra,  em uma dimensão que só nós dois sabemos o caminho ...
...
... " A qualquer distância o outro te alcança " ... !!!!

...

... Vó Maria e Vó Maria ...

...

... Vó Maria Cabral ... e Vó Maria de Lourdes ( já falecida ) ...
... 1 aninho ... nossa o tempo voa ... kkkkkkkkkk ... agora são 40 ... !!!!!!!!!!
...
... dia 4 de setembro de 1971 ... às 19:00h. ... eu estava chegando ... !!!!!!!


...


... " Feliz aniversário
Envelheço na cidade
Feliz aniversário
Envelheço na cidade " ...


...



...


... gente, eu fiquei uma semana tentando colocar essa foto no Picasa ... aí, eu resolvi pedir ajuda à Laura ... com 5 minutos ela resolveu o problema ...  Viva a Juventude !!!! ... kkkkkkkkk ...

...



quinta-feira, 8 de setembro de 2011

... Natividade de Nossa Senhora ...

...

... " Dolce Maria, dimentica i fiori
Dipinti dal tempo, sopra il tuo viso,
E gli anni andati via seduta ad aspettare una lunga, lunga via
Nessuna da incontrare...ohhh
Non voltarti più

E il giorno arriverà vestito di poesia
Ti parlerà di sogni che non ricordavi più,
E ti benedirà Dolcissima Maria.

Dolce Maria, dagli occhi puliti
Dagli occhi bagnati è tempo di andare:
E presto sentirai profumo di mattino
E il tordo canterà volandoti vicino...ohhh
Non voltarti più.

E qualcuno se vorrai vestito di poesia
Ti coprirà d'amore senza chiederti di più
E t'accarezzerà Dolcissima Maria " ...
( - Renato Russo - )
...

... por aí ...


...
... no final de semana passado ...
... a caminho de Venda Nova do Imigrante - E.S. -
... eu sou apaixonada por esse pedaço de Brasil ... ainda vou morar lá !!!!
... ( rs ) ...
... bem, podem ver que eu não estava de all star ... mas, estava com minha bota (montaria) ...
... como diz a Laura ... - Fazer o quê ... deixa ela ... !!!!!!!!
... kkkkkkkkkkkk ... : p
...

...
... da janela do quarto dava para ver a Pedra Azul ... ou Pedra do Lagarto ...
...

...
... uma manhã gelada de Setembro ...
...

...

...
... por quê falar tanto em chuva ???? ...
...

... amanheceu ...

...
...  " ele " pegou a viola botou na sacola e foi viajar ...
... e pensou como é lindo essa grande aventura de poder cantar ...
...
... para cantar nada era longe, tudo tão bom ...
... todo artista tem de ir aonde o povo está ...
...

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

... a docilidade ...

...
... " Ainda não estamos suficientemente cientes
de que estamos juntos
para conhecer a docilidade ...

Nos nossos braços de homens
podem despertar
as asas do anjo
nossos corpos são testemunhas
da alma que os envolve
a própria alma
é presença
de um Sopro mais leve " ...

...

" Amarás ...
com todo o teu corpo,
com toda a tua alma,
com todo o teu espírito ... "

...

( trecho do livro - Jesus e Maria Madalena - Para os Puros, Tudo é Puro - Jean-Yves Leloup )
... já terminei de ler esse também ...  !!!!!!!!!!
...

...

...

... " Coloridamente infindável
Estaticamente dançável
É a folha verde e a gota linda
Embora o seu conceito não mude
Espero que você não me julgue
Porque eu jamais vou te julgar
Felizes são aqueles
Que não vêem fronteiras para se expressar
Sigo o som da sua voz
Que me faz ouvir melhor
A redenção virá pra todos
Porque todos são um só
Fortes são aqueles
Que transformam em luz o que é escuridão " ...

( - Forfun - )

...

terça-feira, 6 de setembro de 2011

...


...

... " Sempre vou estar aqui pra te ouvir..
Quando estiver triste ou feliz..
O tempo e a distância não levam você pra longe de mim " ...

( - Ramirez -)

... metade ...

...

Que a força do medo que eu tenho,
não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo o que acredito
não me tape os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu grito,
mas a outra metade é silêncio…
...
E que a minha loucura seja perdoada.
Porque metade de mim é amor,
e a outra metade…
também...

( - Oswaldo Montenegro - )
...

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

É Hora de Parar


...

É hora de parar, refletir e não temer o caminho, pois somos capazes de trilhá-lo.
E é através da reflexão que vamos compreendendo muitas coisas e passando a vislumbrar outros horizontes.
Vamos redescobrindo a nossa essência, porque muitas vezes, estamos tão agitados, envolvidos com os problemas e presos a sofrimentos, que deixamos de lado a nossa essência, não mais conseguimos encontrar nosso equilíbrio e, sem isso, a sintonia com o Alto também se rompe, passamos a nos enxergar pequeninos demais diante de tantos obstáculos.
Então, é chegado o momento de parar!
De reencontrar a paz que tanto almejamos e ela está mais próxima do que pensamos; a paz encontra-se dentro de nós.
Talvez adormecida, mas é lá em nosso íntimo que ela habita.
É momento de buscá-la.
É momento de dar um tempo às constantes preocupações e reencontrarmos o prazer de viver.
Redescobrir a importância de um sorriso e como ele faz a diferença em nossa vida.
A importância de um “Bom dia” dado com amor.
A alegria das pequenas coisas...
Lembremos quando éramos crianças e nos alegrávamos com as pequenas e simples conquistas?
Nossa, elas representavam muito para nossa existência e arrancavam gostosas gargalhadas.
Para onde foi essa alegria?
A criança cresceu sim, mas a alegria ainda está dentro de nós, pulsando em nosso íntimo.
Vamos deixar que ela possa se expressar.
Não vamos nos abalar diante dos desafios. Nem enxergar os problemas como invencíveis.
Vamos relembrar dos nossos tempos de criança, em que caíamos, chorávamos, talvez muito, mas depois, enxugávamos as lágrimas, limpávamos as roupas e levantávamos, prontos para outra.
Façamos o mesmo quando as dificuldades surgirem.
Levantemos e enfrentemos!
É hora de parar com os pensamentos de que não somos capazes, com o medo de encarar o novo. Se uma porta se abre é porque já podemos adentrá-la.
É hora de vencer as dúvidas, porque as respostas só chegam se partirmos atrás delas.
É hora de parar...
Aquietar o coração, substituindo emoções.
Há quanto tempo não admiramos o sol a nascer?
Não acordamos e conversamos com a Providência Divina?
Não nos sentimos banhados pelo amor do Pai?
Não nos debruçamos na janela e agradecemos pelo dia que nasce?

Perdemos a hora a brincar com o cachorro?
Contamos as estrelas numa bela noite?
Ligamos para alguém querido e esquecemos a hora?
Fazemos uma leitura edificante?
Cantamos a nossa música favorita?
Aquele contato com a natureza que tanto renova nossas forças?
Sair com as pessoas que amamos?
Provar o prato preferido sem se preocupar com calorias?
Assistir o filme que a tanto queríamos?
Dar aquele abraço gostoso e revigorante nas pessoas que nos fazem bem?
Visitar os lugares que apreciamos?
Conhecer novos lugares?
É hora de parar...
Parar de se algemar na dor.
De escrever no livro da vida não apenas as derrotas, mas também quantas conquistas já tivemos e com certeza, foram muitas.
Quantas dificuldades enfrentamos e quando achávamos que estava tudo perdido, ganhamos de virada?
As pessoas especiais que passaram e continuam a passar na nossa vida?
Encarar as quedas como lições e deixar que a ferida cicatrize.
É hora de parar...
Parar de enxergar apenas as fragilidades, mas também as grandes qualidades e potencial que nos acompanham.
Parar de encarar as dores como incuráveis, ficando presas a elas, mas sim, ir adiante, voltar a lutar, a acreditar e quando percebermos a dor já não nos incomoda mais.
Podemos voar, mesmo sem asas, mas é preciso confiar.
Confiar em nosso potencial.
E confiar no Alto, porque a Providência Divina nos acompanha.
É hora de parar...

E buscar um novo recomeço.
De vencer as aflições, passo a passo, porque nada muda de uma hora para outra.
Mas pode ser mudado, desde que comecemos a buscar por isso.
É hora de voltarmos para nosso íntimo e encontrarmos a imensa força que lá dentro reside.
E com ela seguir desbravando novos caminhos.
É hora de confiar.
Não estamos sozinhos.
Façamos a nossa parte e o Alto estará sempre conosco.
É hora de compreendermos que a primeira mudança se inicia quando paramos e, em silêncio, passamos a refletir.
E refletindo vamos descobrindo quais são os sentimentos que trazemos conosco.
Os atos que realizamos e principalmente o que precisa ser modificado.
É hora de abandonar o medo!
E abraçar a vida, ela nos aguarda.
E não iremos ao seu encontro sozinhos.
É hora de abandonar os eternos dias cinzentos e colorir a nossa existência.
É hora de buscar os passos do Mestre.

E deixar que Ele nos guie.
É hora de parar de ficar ao lado do sofrimento.
Nosso Espírito é uma centelha de luz.
É hora de fazer com que “ Brilhe a nossa luz”.
É hora de renovação.
Essa é a hora!
E já podemos...
Renovemo-nos...


Sonia Carvalho

...


...

... " Quando a chuva passar
Quando o tempo abrir
Abra a janela
E veja: Eu sou o Sol...
Eu sou céu e mar
Eu sou seu e fim
E o meu amor é imensidão "...

( - Paula Fernandes - )

...

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

...

...

... " Escucha la llamada de "Mama Tierra", cuna de la creación
Su palabra es nuestra palabra, su "quejío" nuestra voz
Si en lo pequeño está la fuerza, si hacia lo simple anda la destreza
Volver al origen no es retroceder, quizás sea andar hacia el saber " ...

( - Macaco - )

- Cora Coralina -

A Gleba Me Transfigura
 
..." Sinto que sou a abelha no seu artesanato.
Meus versos têm cheiro dos matos, dos bois e dos cerrais.
Eu vivo no terreiro dos sítios e das fazendas primitivas.
Amo a terra de um místico amor consagrado, num esponsal sublimado,
procriador e fecundo.
Sinto seus trabalhadores rudes e obscuros,
suas aspirações inalcançadas, apreensões e desenganos.
Plantei e colhi pelas suas mãos calosas
e tão mal remuneradas.
Participamos receosos do sol e da chuva em desencontro,
nas lavouras carecidas.
Acompanhamos atentos, trovões longínquos e o riscar
de relâmpagos no escuro da noite, irmanados no regozijo
das formações escuras e pejadas no espaço
e o refrigério da chuva nas roças plantadas, nos pastos maduros
e nas cabeceiras das aguadas.
Minha identificação profunda e amorosa
com a terra e com os que nela trabalham.

A gleba me transfigura. Dentro da gleba,
ouvindo o mugido da vacada, o mééé dos bezerros,
o roncar e focinhar dos porcos, o cantar dos galos,
o carcarejar das poedeiras, o latir dos cães,
eu me identifico.
Sou árvore, sou tronco, sou raiz, sou folha,
sou graveto, sou mato sou paiol
e sou a velha trilha de barro.


Pela minha voz cantam todos os pássaros
e coaxam as rãs, mugem todas as boiadas que vão pelas estradas.
Sou a espiga e o grão que retornam à terra.
Minha pena (esfereográfica) é a enxada que vai cavando,
é o arado milenário que sulca.
Meus versos têm relances de enxada, gume de foice e peso de machado.
Cheiro de currais e gosto de terra.

Eu me procuro no passado.
Procuro a mulher sitiante, neta de sesmeiros.
Procuro Aninha, a inzoneira que conversava com as formigas,
e seu comadrio com o ninho das rolinhas.
Onde está Aninha, a inzoneira,
menina do banco das mais atrasadas escolas de Mestra Silvina...
Onde ficaram os bancos e as velhas cartilhas da minha escola primária?
Minha mestra... Minha mestra... beijo-lhe as mãos,
tão pobre!...
Meus velhos colegas, um a um foram partindo, raleando a fileira...
Aninha, a sobrevivente, sua escrita pesada, assentada
nas pedras da nossa cidade...

Amo a terra de um velho amor consagrado
através de gerações de avós rústicos, encartados
nas minas e na terra latifundiária, sesmeiros.
A gleba está dentro de mim. Eu sou a terra.
Identificada com seus homens rudes e obscuros,
enxadeiros , machadeiros e boiadeiros, peões e moradores.
Seus trabalhos rotineiros, suas limitadas aspirações.
Partilhei com eles de esperança e desenganos.

Juntos rezamos pela juventude e pelo sol.
Assuntamos de um trovão longínquo, de um fuzilar
de relâmpagos, de um sol fulgurante e desesperador,
abatendo as lavouras carecidas.
Festejamos a formação no espaço de grandes nuvens escuras
e pejadas para a salvação das lavouras a se perderem.
Plantei pelas suas enxadas e suas mãos calosas.
Colhi pelo seu esforço e constância.

Minha identificação com a gleba e com sua gente.
Mulher da roça eu o sou. Mulher operária, doceira,
abelha no seu artesenato, boa cozinheira, boa lavadeira.
A gleba me transfigura, sou semente, sou pedra.
Pela minha voz cantam todos os pássaros do mundo.

Sou a cigarra cantadeira de um longo estio que se chama vida.
Sou a formiga incansável, diligente, compondo seus abastos.
Em mim a planta renasce e floresce, sementeia e sobrevive.
Sou a espiga e o grão fecundo que retornam à terra.
Minha pena é a enxada do plantador, é o arado que vai sulcando
Para a colheita das gerações.
Eu sou o velho paiol e a velha tulha roceira.
Eu sou a terra milenária, eu venho de milênios.
Eu sou a mulher mais antiga do mundo, plantada e fecundada
no ventre escuro da terra ".


...

... Aos Filhos de Virgem ...

...

... " veja o sol dessa manhã tão cinza " ...
...

... entramos no mês de Setembro ... vamos comemorar muito, afinal na minha família é o mês com mais aniversariantes ... mas, vou me conter e falar só dos virginianos ... rsrsrs ...
...
... começa pela minha avó paterna ( já falecida ) Maria de Lourdes no dia 2 de Set ... Eu e Arabela ( esposa do meu tio Paulão ) no dia 4 de Set ... meu primo Arthur no dia 12 ... Laura no dia 15 ... o meu primo Igor no dia 16 ... e minha tia Ivonete no dia 19 ...

...

Virgem como a natureza do desconhecido
virgem como quem se muda e como quem virá
virgem como a fruta esperando a tal mordida
virgem como o garoto que espera atento a hora do jantar
virgem como a nuvem que ainda não choveu e o guia
e como é virgem toda noite enquanto o dia não pintar
virgem como a tela branca da pintora linda ainda é virgem
como a lua antes do sol iluminar
virgem como o olho de quem não dormiu e o guia
virgem como a planta do pé de quem não andar
virgem como o pássaro desvirginou o dia
quando desenhou no céu o mapa de onde o sol pode brilhar
virgem como a música do cantor que era mudo
e como o passarinho é virgem quando não puder voar
virgem como a bailarina sem coreografia
e como a pérola azulada que ainda não saiu do mar

( - Oswaldo Montenegro - )

...

... há uns anos atrás notei uma coincidência entre minha avó materna, eu e a Laura ... não entendo muito de numerologia, mas achei interessante ...
... minha avó nasceu em 1926 ... 1+9+2+6 = 18 ... 1+8 =9
... eu nasci em 1971 ... 1+9+7+1 = 18 ... 1+8 = 9
... a Laura nasceu em 1998 ... 1+9+ 9+8 = 27 ... 2+7 =9
...
... então esse ano de 2011 ... 2+0+1+1 =4
... minha avó fez 85 anos ... 8+5 = 13 ... 1+3 = 4
... eu faço 40 anos ... 4+0 = 4
... e a Laura faz 13 anos ... 1+3 = 4
...
... " numerológicamente "... rsrsrs ... nós acompanhamos o ano ...
... aí, a Laura me peguntou o que isso significa ... eu nem imagino, mas disse a ela que nós somos as "pontas" da mesma estrela ...
... - Mãe, a estrela tem cinco pontas ... ?!?!?! ...
... - Cinco, seis ... sei lá ... agora temos que encontrar as outras pontas  ... rsrsrsrs ...

...