sexta-feira, 5 de abril de 2013


Amado Príncipe de Copas,

Você chegou de repente, numa velocidade que tirou tudo do lugar ...
Eu, entretida entre meus fios mágicos tecia minha colcha dos sonhos ... não estava a sua espera !
... eu nunca cogitei a ideia de te chamar ...
... eu nem imagino como fez para me encontrar 

Você me estendeu a mão e me convidou a mergulhar fundo ... dentro de mim mesma 
... eu que não sabia nadar ...
... eu que não sabia o que procurar 

Eu me entreguei e deixei as ondas me levarem
... eu descobri outras rotas ...
... diferentes paisagens ... cores novas !
Outras vidas dentro da minha própria vida

Amado Príncipe de Copas,
... obrigado por voltar o seu olhar para mim e me fazer enxergar a mim mesma ...
... obrigado por cantar o seu amor e me fazer cantá-lo também ...

Mas, sinto que é chegado o momento de deixá-lo partir ... pois, o seu destino é se tornar um Rei de Copas !!!

Eu fico por aqui
... sou apenas uma pequena Princesa de Ouros ... acho que não tenho fôlego suficiente para mergulhar mais fundo ...
No meu reino é preciso ter os pés firmes no chão ... já me aventurei o bastante desbravando os meus sete mares !

Eu fico por aqui
... “carpinejando” palavras ...
Talvez eu plante girassóis
... talvez eu cultive café ...
... talvez eu apenas regue minhas violetas !

Eu fico por aqui
Um beijo da sua pequena e louca,
Princesa de Ouros