segunda-feira, 20 de maio de 2013

... a força da prece é real ...

...

... " Uma prece que pede a Deus para intervir, está partindo do princípio de que Deus pode intervir, mas apenas se resolver atender a nosso pedido; ela parte do princípio de que o nosso único papel é pedir.

A outra forma de prece parte do princípio de que Deus está pronto e disposto, mas dispôs as leis da existência humana de maneira que para o pedido ser atendido depende até certo ponto da firmeza da nossa crença de que isso vai acontecer. De modo que a nossa prece tem que ser uma afirmação que exprima essa fé. 

... todas as orações importantes na Bíblia não são pedidos, mas afirmações. Veja o Pai-Nosso, ele diz: " Seja feita a Vossa vontade assim na Terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje e perdoai as nossas ofensas" ; ela não diz: por favor, será que pode nos dar alimento, tampouco diz: podemos ser perdoados; ela simplesmente afirma que essas coisas estão prontas para acontecer e nós, ao acreditarmos fielmente que elas acontecerão, fazemos com que aconteçam ...

... se a prece é uma afirmação baseada em nossas expectativas, em nossa fé, então todas as nossas expectativas têm efeito de prece. Na verdade, o tempo todo estamos rezando por algum tipo de futuro para nós e para os outros, só que não estamos inteiramente cônscios disso " ...

- James Redfield - O Segredo de Shambhala