segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Remando contra a corrente




O Ser Humano procura ansiosamente alguém que o valide, aprove como homem(ou mulher) companheiro  e  profissional, para então ser feliz....

Acontece que esta difícil tarefa que é dele mesmo, ele acaba atribuindo para outra pessoa mesmo inconscientemente. Como este objetivo tão importante é o mesmo do outro lado, os dois passam o tempo do namoro “fingindo” e “falando” coisas que não são verdades essenciais de cada um. Até o momento em que um deles vai dizer “basta” e o relacionamento tem um fim.
O correto é que esta aprovação de nós para nós mesmos, seja buscado através do auto conhecimento que passa por encarar com muita bravura e coragem as nossas sombras.
Superar no dia a dia de nossas experiências as nossas crenças negativas trará como prêmio um crescimento de nosso auto conhecimento e estaremos caminhando para viver realmente a nossa essência.
Ela é uma!
Não existe o certo X errado, o bom X ruim, o bonito X feio, a alegria X sofrimento, tudo faz parte do fluir da vida e acontece porque tem que acontecer de acordo com o nosso livre arbítrio.
O sofrimento é bem vindo e a alegria é comemorada. Os conflitos são compreendidos e uma percepção “do outro eu” evolui de forma espantosa.
Mas, na prática como fazer isto?
As pessoas vivenciam o dia a dia no ser, sentir, pensar – fazer e ter.
Como a maioria vive no ego, simplesmente toma as decisões através de suas crenças conscientes e inconscientes e com o objetivo “do que os outros vão pensar”.
Relegam em importância “o que eu vou sentir?”
Quando trilhamos o caminho do auto conhecimento surgem idéias brilhantes de como fazer a mesma coisa da rotina, mas de maneiras mais sábias e criativas. Isto naturalmente trará resultados mais eficazes trazendo como conseqüência lucros emocionais e financeiros.
O caminho de viver o “ego” causa stress, depressão e doenças porque decidimos errado “o que fazer e como viver a vida”
Na opção da busca de nossa essência encontramos fatos, sentimentos, percepções deslumbrantes que tem a magia de transformar a vida em algo que encanta.
Você se sente apta para a vida, para assumir as responsabilidades que são suas, vive com prazer e alegria a rotina diária, agradece os pais pelo simples motivo de terem te dado a vida, possui relacionamentos verdadeiros de entrega e acolhimento e consegue ter decisões criativas com sabedoria para o “ser”?
Bem então porque a maioria das pessoas decide o caminho do ego?
Penso que o caminho do autoconhecimento exige coragem, bravura e determinação para remar contra a correnteza do rio onde a maioria prefere a rotina de viver na zona de conforto.



...
 Marcia akahoshi  -