quarta-feira, 30 de outubro de 2013




E não se chega a esta escolha essencial do “ser em vez do ter”, sem ter passado por uma alquimia da alma, onde o nosso desejo mais íntimo corresponde à nossa maior sede e só quando esse desejo, o mais profundo, faz brotar da fonte a água mais pura é que nos sacia a alma...
E é nessa altura que também sabemos que a Fonte desse Amor está dentro de cada um de nós… e só ela, definitivamente, nos mata a sede de vida/vivida…
A escolha é sempre nossa… 

- Rosa Leonor Pedro -