segunda-feira, 1 de setembro de 2014


... " Um salto no ar: imponderável, o desejo paira ... 
Se expõe ao que aflora simplesmente sendo, visto por quem repara.


Toda fase é parte e todo do mesmo um, sua aparência é relato da constante mudança.
No horizonte e abaixo dele, movimentam-se as seivas em ascensão, tramam-se os ramos, os grãos se separam das cascas e elevam-se em brotos, em folhas, expandem-se em frutos, irradiam-se em flores ... 


  
Chão que se abre, broto novo, consciência que aponta, desponta querendo ser. 

Seremos solo fértil? " ...

- Amanda Costa -