quarta-feira, 27 de abril de 2016

 



Quero dar um rola no destino 
Quero esgotar toda minha ansiedade 
Quero me consumir de medo
Quero me perder nos meus devaneios 
Quero enlouquecer com minha realidade
Quero abrir mão dos meus sonhos
Quero admitir que essa não é a vida que eu imaginei para mim
Quero me tirar de circulação

... cair no vácuo ...


Sem algemas

Sem armadilhas
Sem perspectivas
Sem nada que me prenda a esse mundo

E então me reencontrar ... me olhar nos olhos

E encontrar a minha salvação !





( Releitura - Janeiro 2005 )