quinta-feira, 5 de maio de 2016

"... Deixei pegadas na areia fofa, deixei sinais nas fontes e nos rios, deixei mensagens no magma vivo. 

Sou Eu, Sou Eu, Eu Sou, não me procure em registros, em provas humanas, porque minha raiz profunda está em Seu Ser, Aquele que tudo sabe, aquele que se lembra de cada detalhe ... aquele que viaja pelo universo e comigo conversa no sagrado silêncio das noites estreladas. 
Não me busque no seu entendimento humano, porque a ele transcendo pois estou profundamente manifestada em sua sabedoria Divina. 
Sou a centelha que flameja no centro do seu ser e hoje vem unindo a grande família que um dia comigo já caminhou. 
Reconhecerá neles o meu amor e a minha história, reúno-vos pelo propósito Maior. O vento apagou as pegadas na areia fofa e as águas renovaram-se em purificação. 
Mas Eu Sou a permanência do amor vivo. 
Eu retorno à Terra a medida que revive o caminho que ensinei. 
Eu Sou Aquela que agrega, que une, que reúne a vida e a verdade. 

O vento novamente toca seu rosto e eleva seu espírito! 
Continue andando por essa areia fofa, por onde um dia andei ... oh, peregrino do amor! 
E caminhando descobrirá que para seguir meus passos basta enxergar as pegadas bem gravadas em seu coração."