domingo, 26 de junho de 2016

De tempos em tempos eu abro portas e janelas ... reviro arquivos e descubro mais sobre mim mesma
... às vezes faço algumas atrapalhadas ... mudo cronologias ... apago coisas que precisavam ficar registradas ( ou não, sei lá ) ... mas, dessa vez tentei mexer o mínimo possível para não correr o risco ... 

E não sei se essa mexida foi o gancho para que o Cavaleiro de Paus marcasse presença novamente ... então, resolvi mudar a roupagem ...

... porque estive pensando ... o cavaleiro representa alguém lhe trazendo uma mensagem, mas o interessante é ir além e não se prender a um príncipe vindo em socorro à princesa em perigo ... 
Indo além eu me vejo em posse dessa mensagem salvadora dentro de mim mesma ... e remexendo arquivos mensagens vieram à tona ... 



Como diz Fernando Augusto ... " A questão a ser resolvida nesse momento é: Onde eu preciso agir como herói para justificar meu próprio viver não diante dos outros, mas diante de mim mesmo. " 



O que tenho reparado é que quando eu espero vir algo de fora eu me distraio ... mas, quando parte de mim mesma, dos meus subterrâneos, eu sempre estou atenta ... questiono ... me reviro do avesso ...
Que venham mais insights então !!!

...