segunda-feira, 21 de novembro de 2016

" Navegar nas trevas ...
... O vínculo com nossa própria intuição propicia uma confiante dependência que resiste a tudo. Ele muda a diretriz da mulher de uma atitude de " o que será " para uma de " quero ver tudo o que há para ser visto. "
 O que essa intuição selvagem faz pelas mulheres ? Como o lobo, a intuição tem garras que abrem as coisas e as sujeitam; ela tem olhos que enxergam através dos escudos da persona; ela tem ouvidos que ouvem sons fora da capacidade de audição do ser humano. Com essas espantosas ferramentas psíquicas, a mulher assume uma consciência animal astuta e até mesmo premonitória, que aprofunda sua feminilidade e aguça sua capacidade de se movimentar com confiança no mundo exterior. "

- Clarissa Pinkola Estés -