quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

"Abra-se para sua sensibilidade e delicadeza, para o que não tem definição... Definir, não raro, pode ser o fim."

- Amanda Costa -