sábado, 21 de janeiro de 2017

Diário de Bordo ... Deslocando o medo

Dois dias atrás acordei com uma sensação de medo depois de sonhar que iria começar a trilhar um caminho e estaria sozinha. O que não entendi foi o fato de sentir medo, pois sempre sonhei estar percorrendo caminhos desconhecidos e sempre estive sozinha ... mas, nunca senti medo.

Enfim ... 
... " no sonho eu atravessava uma avenida super movimentada e sem sinalização, correndo o risco de ser atropelada, ao chegar do outro lado tropecei e caí "ralando" os dois joelhos, então percebi que não estava usando os sapatos adequados, mas mesmo assim comecei a subir uma trilha muito estreita e muito acidentada, quando tentava me apoiar não conseguia pois havia arames farpados dos dois lados " ...

...

O inconsciente predador dando as caras novamente ... se há um pouco de disposição em tentar desvendar algo de si mesmo, ele dá as caras ... e se der confiança ele cai matando, mas isso é outro sonho (rsrs). As armadilhas que o inconsciente forma, para nos travar são inúmeras ... e apesar de estar sempre muito atenta aos meus sonhos, só agora estou conseguindo discernir as tentativas de intimidação do meu próprio eu. 


"Às vezes você não consegue fazer tudo sozinho" ... mas, existem trilhas que eu tenho que percorrer sozinha, pois é o meu processo de metamorfose.
Os caminhos que  levam ao meu Eu interior já estão mapeados aqui dentro é só prestar atenção aos sinais ... e quanto ao caminho ser difícil, eu não me lembro de ninguém dizer que seria fácil ... nem o Mestre achou, mas Ele disse que iria nos auxiliar ( onde muita gente interpreta errado, achando que Ele irá carregar toda tralha que trazemos por falta de desapego ).

Enfim ...

Na imagem do post anterior, há uma criança sobre os destroços de alguma edificação ... o que estaríamos dispostos a romper/desconstruir dentro de nós, para que o novo e verdadeiro Eu se edifique sobre bases mais sólidas e com paredes mais resistentes ?!?!
 
Que caminhos acidentados estaríamos dispostos a percorrer (descalços mesmo), para nos reencontrarmos ???
... mesmo com os joelhos esfolados de tanto cair, há força suficiente para levantar e prosseguir ...
... mesmo com arames farpados cercando a trilha, há de ter um certo equilíbrio para não se amedrontar com as dificuldades ...

...