sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Diário de Bordo ... Túnel do tempo

Imagine ... 
Dia 27 de Janeiro de 1996, 12:00h ( horário de Brasília ),sol à pino ... em uma pequena cidade do interior, uma noiva entrando na Igreja Matriz de Santa Luzia ...
Eu ... 
... uma noiva que não atrasou ... cheguei quinze minutos antes, não por pressa em casar mas pelo fato de que nunca gostei de deixar ninguém esperando ...
... uma noiva que preferiu casar esse horário para que a família aproveitasse melhor o almoço com churrasco ... uma noiva prática acima de tudo ...
... uma noiva que não se casou de branco ( hoje em dia diriam off-white ), um vestido confeccionado pela própria mãe ... e um arranjo de cabeça semelhante ao da mãe quando se casou ... uma noiva meio vintagge ...
... uma noiva que atravessou a praça à pé para se casar no civil, logo após a cerimônia na igreja ... uma noiva sem frescura, sem "mimimi" ... 
... uma noiva que a essa hora há vinte e um anos atrás já estaria quase pronta e botando todo mundo pra correr ... já que a família teria que estar na igreja antes de mim ... (rsrsrs)
... uma noiva que não dançou valsa, mas caiu na roda de samba literalmente ... a família sempre foi animada, tanto da minha parte quanto do marido ... (mas, eu e marido nunca fomos muito fãs de pagode, mas festa é festa) ... uma noiva descalça ... 

Imagine ... que já se passaram 21 anos, e estamos aí na luta (rsrs) ... e tem certas lutas que valem à pena, lutas que nos transformam em uma pessoa melhor ... a convivência diária com uma pessoa que apesar de ter certa afinidade, foi criada totalmente diferente de você é um constante aprendizado ... mesmo depois de 21 anos de relacionamento ... (isso sem contar com os 8 anos de namoro)

Enfim ... uma vida !!! 

...