quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Diário de Bordo ... Sonhos que se perdem pelo caminho

Carregamos desde sempre um potencial muito grande dentro de nós, que tem a força para se tornar fato ... real ... mas, que vai se perdendo ao longo do caminho ...
A cultura a qual estamos inseridos muitas vezes nos arranca um pedaço desse sonho ... 
A sociedade de consumo muda nossas diretrizes e transgride nossa integridade ...
A violência abala nossa esperança ...

...

... e assistindo o Samuel do vídeo anterior eu me pergunto ... 
 - Você, Aliks ... que um dia acreditou ter uma missão aqui na Terra ... ainda acredita nisso ??? Ou esse sonho já se perdeu no caminho como tantos outros ??? 

A questão não é querer salvar o mundo ... 
Mas, acreditar que você pode ajudar a manter a integridade do mundo de alguém ... isso já seria uma missão ... 
Acreditar que o simples fato de você se importar com o outro e de alguma forma verbalizar isso pode salvá-lo de si mesmo ...

... acreditar que você tem uma missão que ainda não sabe qual é, é o que te mantém em movimento ...

... 

Então me lembrei dos meus sonhos bobos de criança do interior ...

Quando criança eu sonhava em ser médica ... pediatra ... não deu, quem sabe na próxima encarnação. Mas, talvez não era pra ser ... eu com certeza surtaria no primeiro paciente que viesse a óbito, eu ainda não tenho maturidade para ver o sofrimento de uma criança e não ter como ajudar ... 

... sonhava em me casar com um japonês, também não deu ... me casei com um descendente de austríaco, quem sabe uma família refugiada da 1° guerra mundial ... também não sei de onde tirei o japonês, já que na minha cidade não tinha ninguém dessa descendência, talvez sejam lembranças de outras vidas já vividas ...

... sonhava em ter cinco filhos ( eu nem imaginava o que seria isso ... rsrsrs ... louca como sempre ) ... tive só uma, que é quieta como um gato ( talvez seja pelo fato dela ser tigre no horóscopo chinês )

Enfim ...

Eu nunca sonhei que tinha uma missão aqui na Terra, mas a partir do momento que a vida foi me amadurecendo eu comecei a despertar esse movimento dentro de mim, de que algo tem de ser feito ... e que a nossa maior missão é com a gente mesmo ...
Quem sabe assim crianças como o Samuel conseguiriam mais acesso à liberdade de serem eles mesmos ... e assim realizarem os seus sonhos !!!

...